PROJETOS

Eyes on Traps

Sistema de monitorização inteligente para prevenção de pragas e doenças no olival

A produção vinícola na região do Douro Vinhateiro configura um dos mais importantes setores económicos desta região, contribuindo ainda de forma decisiva para a economia nacional e para o reconhecimento do país através de um dos seus mais icónicos produtos, o vinho do Porto. Uma das ameaças à viticultura desta região, num contexto de alterações climáticas, está relacionada com o aparecimento de pragas, as quais, para além de afetarem a qualidade da uva, podem transmitir doenças de quarentena, o que compromete seriamente a viabilidade desta cultura.

A imprevisibilidade desta ameaça e a dificuldade em monitorizar o grau de risco dificulta a definição de estratégias eficazes que minimizem o número de tratamentos fitossanitários a aplicar. A monitorização de insetos é atualmente realizada usando armadilhas que atraem estes insetos e permitem posteriormente proceder à sua identificação. No entanto, a contagem e distinção de insetos em armadilha é uma tarefa manual e consumidora de tempo e recursos, para a qual não existem dados digitais com distribuição geográfica suficiente.

O reconhecimento de insetos exige ainda a contribuição de especialistas em taxonomia, especialmente em armadilhas cromotrópicas, tornando o processo e consequentemente o método de diagnóstico, moroso, estanque e suscetível a erros. Este cenário motivou a definição do projeto EYESonTRAPS, onde se propõe o desenvolvimento de uma solução móvel para prevenção de pragas, que suporte o registo de temperatura localizada, monitorização automática de insetos em armadilhas e a recomendação de tratamentos para combater as ameaças identificadas, de forma a diminuir o erro humano e maximizar o processo de análise.

O sistema será ainda desenhado de forma modular e escalável para suportar a deteção de novas pragas, permitindo no futuro a identificação de espécies não consideradas no projeto.

A deteção diferenciada e contagem automática de pragas e doenças emergentes é um problema ainda sem resolução. Este projeto tem como missão desenvolver tecnologia e conhecimento que permita dar resposta a fatores determinantes para a prevenção e controlo de emergências fitossanitárias, em particular na RDD, servindo de suporte à tomada de decisão em viticultura sustentável, posicionando o melhor possível os tratamentos fitossanitários de menor espectro de ação e respeitando a biodiversidade. 

Mais informações

Acrónimo: EYESonTRAPS
Inicio: 01/09/2019
Fim: 01/08/2022
Orçamento global: 410.600,02 €
Estado: em curso
Data Encerramento: —
Financiamento: 148.330,40 €
Programa de Incentivo: Projeto I&DT em Co-Promoção – NORTE 2020
Responsável: Telmo Nogueira

Site do projeto:

Projeto Cofinanciado por:

ficha do projeto

EYES ON TRAPS